Projeto "Viver Olhão"

No final do ano letivo foram expostos no átrio da escola Dr. Alberto Iria os trabalhos dos alunos do projeto "Viver Olhão" do nosso agrupamento.








Exposição - Património Mundial

O professor de História, Paulo Ribeiro, realizou com as turmas do 8º ano trabalhos acerca do património mundial que se encontram expostos na Biblioteca.

Human Differences Project

A professora Manuela Valentim, em conjunto com os alunos das turmas 7ºA e 8ºD, realizaram um cartaz para comemorar a participação da nossa escola no projeto "Human Differences".

Quiz da História

Decorreu nos dias 17 e 24 de maio, na Biblioteca escolar uma atividade interdisciplinar entre História (3º ciclo) e História e Geografia de Portugal (2º ciclo).
Esta atividade consistiu num quiz sobre a temática "25 de abril de 1974".



O eTwinning e a Cidadania Digital no Agrupamento de Escolas Dr. Alberto Iria – Olhão

O Agrupamento de Escolas Dr. Alberto Iria, em Olhão, é responsável por um conjunto de atividades visando a promoção da cidadania digital na comunidade educativa. As atividades foram protagonizadas pelos alunos de duas turmas do 8ºAno (8ºC e 8ºD) envolvidos no projeto eTwinning “Digizen” da responsabilidade da professora Manuela Teixeira. 

Acede à página aqui... 

Projeto "Human Differences"

A nossa escola participou na atividade "Human Differences" através da turma 8ºD que foi apoiada nesta atividade pela professora Manuela Valentim.
Podes consultar o site deste projeto aqui.


A propósito do texto A Bola de Luís Fernando Veríssimo



“O garoto agradeceu, disse "Legal" de novo, e dali a pouco o pai o encontrou na frente da TV, com a bola nova do lado, manejando os controles de um videogame.”

Os videojogos são fonte de prazer, mas podem constituir um problema se se transformarem num vício.
Na minha opinião, os videojogos são saudáveis mas também não o são.
            Existem diversos tipos de jogos, desde os de ação e aventura até outros mais calmos e de raciocínio-lógico como as cartas. Os jogos de ação e aventura são muito bons, pois nestes aprimoramos a atenção e concentração, e basta um passo em falso para GAME OVER. Em jogos de estratégia, conseguimos melhorar a nossa perspicácia e rapidez mental. São também uma simples forma de entretenimento.
            Mas, nem tudo traz benefícios. Os jogos trazem dependências ou vícios, tornando-se um grave problema da sociedade atual. Por exemplo, hoje em dia não se consegue ter uma conversa com adolescentes e até crianças mais jovens sem que eles desconversem e mudem o assunto para jogos ou agarrem num telemóvel ou numa consola. Esta dependência não tem prazo, ou seja, podem levar anos e anos sem aperceber que sofrem deste mal.
            Começa por ficar-se em frente a um computador ou consola algumas horas. Depois, deixa-se de conviver e sair com os amigos (até porque podem estar online); deixa-se de ter tempo para comer uma refeição equilibrada; de repente, surgem outros problemas como o isolamento e a obesidade, por exemplo.
Ingerir alimentos rápidos como aperitivos, energéticos e cheios de calorias ou não fazer exercícios físicos, porque passam-se horas à frente dos computadores/consolas tornam o ser humano sedentário e obeso, pois não se perdem essas calorias.
            Tudo neste mundo faz bem ao Homem, mas é preciso saber doseá-lo, pois tudo o que é em excesso faz mal. Jogue videojogos, faça exercício físico, tenha uma alimentação saudável e seja feliz.


Tomás Lourenço nº 14, 8º B

A propósito do conto O Mendigo Sexta-Feira jogando no mundial…



A propósito do conto O Mendigo Sexta-Feira jogando no mundial… 
              
        A minha opinião sobre o assunto dos mendigos serem expulsos e proibidos de permanecer no passeio em frente à loja de televisões …
Se o passeio não “é pertence de alguém”, como referiu Sexta-Feira, ninguém os deveria poder expulsar de lá, nem a eles nem a qualquer outra pessoa.
O passeio é um local público e, sendo assim, é aberto a qualquer pessoa sem restrições. Logo não me parece justo o dono da loja e as forças policiais poderem expulsar ou proibir os mendigos de permanecerem no passeio, ainda por mais recorrendo à força.
No entanto, também entendo que seja algo frustrante para o dono da loja de televisões ter um grupo de pessoas com não muito bom aspeto, sentando-se na frente da sua propriedade. Provavelmente, estariam a tapar as vitrines onde se devem encontrar as televisões a passarem o jogo de futebol, e afastando assim a possível clientela.
Contudo, não podemos esquecer que esta situação não acontece todos os dias, não que os mendigos dormissem e comessem em frente à loja. Naquele dia, estavam ali, apenas por que estava a passar um jogo de futebol (Mundial) nas televisões da propriedade, e, neste caso, entra o bom senso e a generosidade do dono da loja. Não seria por uma tarde ou uma noite com menor clientela e vendas que iria à falência. Estaria pelo contrário a providenciar um momento agradável na vida destas pessoas que tanto passam ou passaram nas suas vidas.
Para concluir e retornando à minha tese inicial, acho que os mendigos tinham o direito de permanecer naquele passeio e assistir ao jogo.



Lia Caetano, nº 16, 8ºD

Concurso Nacional de Leitura

Decorreu no dia 09 de maio, no Auditório Municipal de Olhão a 11ª edição do Concurso Nacional de Leitura na fase regional. Este concurso foi organizado pela Biblioteca Municipal, pelas professoras bibliotecárias do concelho e com a participação da Câmara Municipal. Foi um espetáculo de leitura, com intervenção musical de alunas do colégio Romeira Bernadette e momento de dança com alunas da Escola Secundária Francisco Fernandes Lopes.
O animador da atividade foi Paulo Condessa.





Exposição "Património"

Está patente na nossa Biblioteca de 08 a 11 de maio, a exposição "Património" da editora Santillana.







Campeonato Concelhio de Leitura

Decorreu no dia 02 de maio no Auditório Municipal de Olhão, o concurso "Campeonato Concelhio de Leitura". Os nossos alunos, Catalin Botnariuc do 5ºC, Ângela Santos do 7ºA e Lourenço Lázaro do 4ºC, participaram representaram o nosso agrupamento.